Gerente de Milagres

Milagres gerenciados por meros pecadores…

Como gerenciar milagres.

Com o crescimento atual das agências digitais no Brasil, torna-se cada vez mais comum a presença de um cargo ainda bastante controverso e muitas vezes mal interpretado nas agências.

Hoje em dia, falar que fulano de tal é gerente de projetos em determinada agência na verdade não explica muita coisa do seu trabalho, muitas vezes nem para um gerente de projetos de outra agência.  Podemos dizer isso porque este cargo ainda não tem uma definição clara de tarefas em quase nenhuma agência, podendo variar muito de um lugar para outro.

O objetivo deste artigo inicial é abrir uma discussão entre gerentes com experiências de trabalho diferentes por meio de comentários, sobre quais são as reais funções de um gerente de projetos digitais, quais devem ser suas qualidades e habilidades marcantes e o que afinal faz um gerente de projetos digitais.

Esta questão é ao mesmo tempo ideal para iniciarmos, mas  difícil de ser respondida de forma que todos compreendam.

Bom, primeiro é importante dizer o que os outros pensam que um gerente de projetos faz.

Para pais e mães, que não fazem ideia de como é o ambiente de trabalho de uma agência de publicidade, seja off ou on-line, não rende muito explicar. Sempre que mostro a eles uma campanha ou site novos que gerenciei eles me fazem a mesma pergunta: “Nossa! Filho que legal, foi você quem desenhou?”.

Para os mais novos e antenados que são usuários de internet e públicos-alvo das campanhas que coordenamos, mas que não fazem ideia da magnitude e complexidade que está por trás dos sites, aplicativos, sistemas e redes sociais que frequentam diariamente, um gerente de projetos on-line é um cargo administrativo dentro de uma agência, que não escreve a campanha, não mexe com photoshop e não fala com o cliente. Então espere um pouco, o que é que faz um gerente de projetos mesmo? Eles perguntam, nem adianta explicar, porque semana que vem vão perguntar a mesma coisa de novo.

Já os estudantes universitários de comunicação, por incrível que isso possa parecer, não têm ideia do que faz um gerente de projetos em uma agência, como eu não tinha na minha época de faculdade, e podemos dizer que nem as instituições de ensino e os professores. O que considero uma falha já que esta é uma vaga que cresce cada vez mais na agências, conforme comentado no início.

Entramos agora no sofrido e glamuroso (só de aparência) mundo das agências. Ah! Sim. Nas agências todos sabem o que faz um gerente de projetos… Engano muito comum, porque na verdade dentro de uma agência que divide o mesmo espaço com equipes de on e off-line, todos pensam saber o que exatamente faz um gerente de projetos. Podemos dizer que as equipes on-line têm o entendimento de uma parte do que este profissional faz ou deveria fazer, mas a função não é entendida perfeitamente. Se falarmos das equipes off-line, na sua maioria estas acham que ”Gerente de Projetos foi um nome inventado para denominar o cargo do ‘tráfego’ para on-line”.

Não tenho nada contra os profissionais do tráfego, totalmente pelo contrário, respeito e considero este trabalho dele importantíssimo, pois os dois cargos exercem funções diferentes por um simples motivo, são gerados tipos de produtos finais diferentes, mas que são similares  na questão de que ambos comunicam a mesma informação publicitária para o target.

Bom, agora que já ao menos comentamos sobre o que todos pensam que faz um gerente de projetos digitais, e que a maioria não passa perto da realidade, acho que podemos tentar explicar quais são estas reais funções.

Primeiro quero levantar quais são as características profissionais que na minha opinião são essenciais para um bom Gerente de Projetos.

•    Organização profissional e de idéias;
•    Facilidade de gerenciar e apaziguar conflitos;
•    Facilidade de comunicação interpessoal;
•    Perfil de liderança;
•    Discernimento;
•    Senso de planejamento e urgência;
•    Entre outras que serão discutidas nos próximos posts.

Agora que sabemos quais as características essenciais de um bom gerente de projetos, podemos sair um pouco do abstrato e concretizar quais as exatas funções que fazem parte de um job-description de um gerente de projetos digitais.

Este profissional é responsável dentro de uma agência on-line,  pelo projeto desde o início, quando o atendimento traz do cliente o briefing inicial, que será decupado, analisado e questionado pelo gerente de projetos responsável. Após a decupagem e definição do escopo inicial, o gerente de projetos é responsável pelo planejamento de custo, tempo, risco, equipe e qualidade baseados no escopo fechado anteriormente, de onde são gerados o orçamento e cronograma de entregas do projeto.

Finalizando esta etapa de planejamento, considerada a mais importante, o gerente de projetos se torna o responsável pelo controle, execução e entregas planejadas no projeto, dentro do prazo determinado, da qualidade proposta e, principalmente, dentro do budget cobrado.

Sendo assim, o gerente de projetos se torna responsável por todo o percurso, entregas e controles, bem como pelo relacionamento e estimulo da equipe envolvida no projeto.

Sabemos que as funções descritas acima se tornam meio abstratas se olhadas a distância, e temos como objetivo decupá-las e explicá-las uma a uma durante os próximos posts deste blog.

Para finalizar, gostaria de propor uma discussão, diante do escrito neste post, para gerentes de projetos que desejam expor suas opiniões com comentários pertinentes.

Que venham os próximos posts…….

Cheers…

Autoria: Guilherme Levy

Colaboração: Marcos Valeta

Revisão: Vicente Oliveira

Anúncios

16 de Agosto de 2009 - Posted by | Guilherme Levy

6 comentários »

  1. Post bem bacana, que venham os próximos. Esse já se tornou para mim um blog obrigatório para acompanhar.
    Sucesso no blog.
    Abs!

    Comentar por Mamu | 17 de Agosto de 2009 | Responder

  2. Muito bom, deixar claro o que o gerente de projetos faz para criativos e seres que habitam as agência é uma coisa um tanto complicada. Agora com o blog acredito que consigamos mostrar pra eles que um projeto pode andar em um trilho.
    Vamos mostrar pro atendimento que a criação não tem culpa quando a tecnologia diz que não vai conseguir entregar a demnda prevista para ser executada em dois meses no próximo final de semana! Salve Salve milagreiros!!:)

    Comentar por Germano Bona | 17 de Agosto de 2009 | Responder

  3. Post muito interessante, mas devo discordar das atribuições do GP dentro de uma agência. Por não enxergar sites, aplicativos e comunidades virtuais como “software” propriamente dito, as agências tendem a tratar o “software” da forma na qual ele não deveria ser tratado. Como por exemplo:
    – Escopo bem definido: Qual é o site ou aplicativo que algum GP tenha orçado e não tenha mudado seu escopo no meio do projeto? Se mudou porque é vendido fechado desde o começo?

    – Gerenciamento de Recurso: Quem é a melhor pessoa a dizer quem realmente pode fazer o trabalho senão a própria equipe?
    Algumas metodologias de projeto defendem que a idéia de comando-controle deve ser banida.

    Entre outras situações, mas essas são apenas de exemplo. Creio que tem muito o que se debater.

    Comentar por Alexandre Oliveira | 17 de Agosto de 2009 | Responder

  4. Muito esclarecedor este post. Essa função é ainda pouco conhecida por muitos, precisa ser melhor difundida principalmente entre os estudantes.

    Gostaria de saber sobre dicas de eventos e livros sobre o assunto.

    Abs.

    Comentar por Wellington de Almeida | 17 de Agosto de 2009 | Responder

  5. Legal a iniciativa de vocês em criar esse blog estarei sempre passando por aqui a partir de agora.

    Acredito que com o tempo teremos mais reconhecimento pois conforme dito por vocês e percebido por nós gerentes a profissão esta sendo cada vez mais solicitadas em agências e tendo cada vez mais importância.

    Comentar por Ricardo Campos | 18 de Agosto de 2009 | Responder

  6. Gostei bastante da iniciativa de esclarecer essa função que a cada dia é imprescindível para o sucesso de bons projetos, já passei por um processo semelhante, cursei Desenho Industrial e todos me perguntavam o que erá isso, uma pergunta difícil de responder, até ganharmos destaque no mercado brasileiro, tudo que é novidade leva um tempo maior para ganhar reconhecimento e tenho certeza que este blog irá ajudar neste processo.
    Boa sorte

    Comentar por Leonardo Brasil | 18 de Agosto de 2009 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: